Tradições de casamentos em Itália de Elena

A oferta de um ramo

Em Itália, existem várias tradições e crenças em relação a quem deve comprar o ramo da noiva.
Segundo a tradição mais comum, o ramo deve ser oferecido pelo noivo como a última prenda à noiva antes de esta se tornar sua esposa.

A noiva pode escolher as cores e as flores, pois devem condizer com a decoração do casamento e com o seu vestido, que o futuro marido não pode ver até à cerimónia. Embora o noivo não possa ver o ramo, tem de pagar por ele e certificar-se de que é entregue à noiva a tempo no dia do casamento.
Por vezes, no norte de Itália, é o próprio noivo que dá o ramo à futura esposa. Uma vez que se considera que dá azar ao noivo ver a noiva antes do casamento, tem de esperar por ela na parte da frente da igreja, antes de ir para o seu lugar no altar para a cerimónia.

Segundo outra tradição, mais comum no sul de Itália, é a mãe do noivo quem oferece o ramo, como um presente de boas-vindas à noiva para acolhê-la na família.

No entanto, estas tradições estão a tornar-se obsoletas, pois as noivas consideram mais prático escolher o ramo, uma vez que são elas que sabem o que preferem!

Kotey e Mickaela (Itália) partilham a tradição de o noivo oferecer à noiva o ramo de casamento. Imagem captada pela fotógrafa de casamentos profissional, Nadia Meli, com a D850 e a objetiva AF-S NIKKOR 24mm f/1.4G ED.

A noiva e o espelho

Em muitas zonas do mundo, considera-se que dá azar o noivo ver a noiva antes da cerimónia. A Itália não é exceção, pelo que esta tradição ainda é levada muito a sério pelos casais locais. Em várias partes do país, os noivos nem sequer se devem ver na véspera do casamento.

O que provavelmente não sabem é que, em determinadas regiões da Itália, nem sequer a noiva se pode ver a ela mesma. Segundo uma antiga tradição originária do sul de Itália, a noiva tem de evitar ver-se ao espelho se estiver completamente trajada com a roupa do casamento. Tem de ter o cuidado de evitar os espelhos enquanto experimentar o seu vestido de casamento, não só no dia do casamento mas também nos dias anteriores, caso contrário, terá azar na vida de casada.

No entanto, se quiser mesmo dar uma espreitadela e ver as suas vestimentas, a noiva tem primeiro de remover um acessório. É por isso que as noivas italianas costumam olhar-se ao espelho descalças. Em alternativa, podem tirar um brinco ou uma luva, por exemplo. 

Mickaela (Itália) usa apenas um brinco enquanto se vê ao espelho, para evitar o azar. Imagem captada pela fotógrafa de casamentos profissional, Nadia Meli, com a D850 e a objetiva AF-S NIKKOR 35mm f/1.4G.