18/10/2018

O Embaixador da Nikon David Yarrow fotografa os animais e as pessoas que têm no Quénia o seu lar

Uma nova série de imagens justapõe dois lados muito diferentes deste fascinante país africano

Amesterdão, Países Baixos, 18 de outubro de 2018 – Um novo projeto fotográfico do Embaixador Europeu da Nikon e fotógrafo de belas-artes David Yarrow captura os dois lados diferentes do Quénia – desde os enormes elefantes de Amboseli, também conhecidos como "grandes tuskers", até à cultura de gangs da vibrante capital do país, Nairobi.

Com a Nikon D850 e um leque de excelentes objetivas de distância focal fixa NIKKOR na mão, David partiu na missão de justapor estes vívidos elementos da África Oriental, traçando o perfil dos elefantes do Parque Nacional de Amboseli e opondo-os a imagens cuidadosamente encenadas de membros de gangs locais de Dandora, Nairobi, localização de uma das maiores lixeiras do mundo.

The Walk of Life - Nikon D850 | 1/1600 s | f/5 | 400 mm | ISO 160 | AF-S NIKKOR 400mm f/2.8G ED VRII

Colossus - Nikon D850 | 1/1250 s | f/8 | 200 mm | ISO 200 | AF-S NIKKOR 200mm f/2G ED VR II

Os Grandes Tuskers – Parque Nacional de Amboseli

A vasta savana do Parque Nacional de Amboseli é lar de uma diversidade de vida selvagem, nomeadamente das manadas livres de elefantes-da-savana africanos. O parque aloja alguns dos maiores elefantes do mundo – os Grandes Tuskers – cujas presas são tão compridas que tocam no solo. Estes mamíferos gigantes têm "direito de passagem" na reserva e são protegidos, e ainda não perturbados, pelo homem. Depois de diversas visitas ao parque, prévias a este projeto, David queria captar a magnificência destas criaturas especiais do Quénia a partir do solo, chegando mais próximo do que algum outro fotógrafo antes.

David Yarrow afirma que "Amboseli é o meu local favorito em todo o mundo para fotografar estes animais incríveis. É um anfiteatro em bruto, elementar, lar de mais de dois mil elefantes e o local perfeito para fotografar os Grandes Tuskers no seu ambiente natural. Quando vemos um elefante deste tamanho, sabemos que nunca mais vamos voltar a ver algo assim na nossa carreira. Estou, e estarei sempre, encantado com o seu poder, tamanho e com a inteligência quase humana que mostram tão claramente no olhar".

No âmbito deste projeto, David acompanhou os movimentos de Tim, um dos maiores Grandes Tuskers do parque. Tendo fotografado elefantes deste tamanho anteriormente, David utilizou a Nikon D850 com as objetivas AF-S NIKKOR 400mm f/2.8G ED VRAF-S NIKKOR 200mm f/2G ED VR II para traçar um perfil íntimo destas criaturas e recorreu à AF-S NIKKOR 105mm f/1.4E ED para garantir uma nitidez integral na imagem panorâmica da manada de elefantes a caminhar à distância. 

Vida nas ruas de Dandora, Nairobi

Na segunda parte da sua viagem, David foi até Dandora, um subúrbio oriental de Nairobi, talvez mais conhecido pela enorme lixeira, que se estende por mais de 3000 acres. Desta forma, David descobriu um novo motivo, não menos selvagem do que o Parque Nacional de Amboseli: uma vibrante cidade urbana, onde a cultura de gangs e as dificuldades ambientais coexistem.

David refere que "O subúrbio de Dandora, em Nairobi, é totalmente diferente de Amboseli, mas igualmente desafiante e fascinante de fotografar. A lixeira tem uma escala muito diferente de tudo o que já vi e abunda em resíduos químicos. A cultura de gangs também ainda é comum nesta área, pelo que fotografar pode tornar-se perigoso. Tive de ter muito cuidado".

Tal como em Amboseli, David queria fotografar um cenário totalmente diferente do mundo ocidental. Tendo contactado previamente os membros de um gang local, que aceitaram ser fotografados, David posicionou estes elementos em contraste com o ambiente, cada um envergando um fato preto – um acentuado contraste com a paisagem da lixeira. 

The Debt Collector - Nikon D850 | 1/200 s | f/3.5 | 35 mm | ISO 500 | AF-S NIKKOR 35mm f/1.4G

Dandora - Nikon D850 | 1/2000 s | f/10 | 105 mm | ISO 500 | AF-S NIKKOR 105mm f/1.4E ED


Através da justaposição entre retratos encenados e o mais natural dos motivos, as imagens de David demonstram como é que diferentes técnicas podem ser utilizadas para captar uma série coesa e poderosa: “Na fotografia da vida selvagem, temos de garantir que estamos na posição perfeita para captar aquela imagem autoritária e emotiva, mas não somos nós que temos o controlo. Se um animal não se deixa ser fotografado, não há nada a fazer. Com a fotografia encenada, é possível seguir um percurso linear, da preconceção até à conceção. É um teste genuíno à habilidade do fotógrafo para ver se consegue captar aquele momento perfeito que planeou. Ambos os estilos são de uma tremenda importância para mim, tal como foi traçar o perfil destas duas áreas imensamente diferentes do Quénia, ligando os homens aos animais selvagens que consideram esta a sua casa.

Ao longo desta viagem, David utilizou a Nikon D850, combinada com a AF-S NIKKOR 105mm f/1.4E ED, a AF-S NIKKOR 35mm f/1.4G, a AF-S NIKKOR 200mm f/2G ED VR II e a AF-S NIKKOR 400mm f/2.8G ED VR.

Leia o artigo completo aqui

O Programa de Embaixadores Europeus da Nikon

O Programa de Embaixadores Europeus da Nikon reúne artistas visuais talentosos e influentes que usam as mais recentes tecnologias da indústria e possuem uma consciência das tendências sociais para representarem a época atual. A Nikon desafiou David a realizar o seu projeto fotográfico de sonho, com base no seu reconhecimento global como fotógrafo de belas-artes.

Para obter mais informações sobre o projeto de David, visite a sua página Projeto Especial.

O equipamento

Durante este projeto, David utilizou o seguinte equipamento:

• Nikon D850
• AF-S NIKKOR 105mm f/1.4E ED
• AF-S NIKKOR 35mm f/1.4G    
• AF-S NIKKOR 200mm f/2G ED VR II    
• AF-S NIKKOR 400mm f/2.8G ED VR

Sobre David

David Yarrow nasceu em Glasgow, na Escócia, em 1966. Entrou no mundo da fotografia com tenra idade e, aos 20 anos, já trabalhava como fotógrafo para o The Times no campo da final do Campeonato do Mundo de Futebol na Cidade do México. Nesse dia, David tirou a famosa fotografia de Diego Maradona a segurar na Taça do Campeonato do Mundo e, por conseguinte, foi convidado a acompanhar os Jogos Olímpicos e numerosos eventos desportivos. Só muitos anos mais tarde, encontrou a sua verdadeira zona de conforto ao documentar o mundo natural e a sua fotografia envolvente e evocativa da vida na Terra fê-lo ganhar cada vez mais seguidores entre os colecionadores de arte. Em 2018, David consolidou-se como um dos fotógrafos de belas-artes com mais vendas em todo o mundo.

Todas as imagens estão sujeitas a direitos de autor de David Yarrow.

Para obter mais informações sobre o Programa de Embaixadores Europeus da Nikon, visite www.europe-nikon.com