30-04-2019

As embaixadoras da Nikon Bénédicte Kurzen e Sanne De Wilde documentam a complexidade de se ser gémeo na Nigéria

Amesterdão, Países Baixos, 30 de abril de 2019 – No seu novo projeto fotográfico, as embaixadoras da Nikon Bénédicte Kurzen e Sanne De Wilde investigam as diferentes perceções sobre os gémeos na sociedade nigeriana contemporânea. Equipadas com as câmaras D850 e Z 7 e com objetivas NIKKOR, as fotógrafas visitaram as cidades de Igbo-Ora, onde nascem mais gémeos do que em qualquer outro local do mundo¹; Abuja, na qual os sentimentos em relação aos gémeos são mais obscuros; e Calabar, onde as tradições e as crenças evoluíram.

A taxa de natalidade de gémeos na África Ocidental é aproximadamente quatro vezes maior do que no resto do mundo¹. Em resposta a esta elevada taxa de natalidade, na Nigéria existe uma dualidade de crenças e de práticas, que vão desde a admiração e a devoção até à demonização. Em muitas regiões, constroem-se santuários para adorar o espírito dos gémeos e os irmãos são encorajados a celebrar o seu gémeo e a sentirem-se afortunados por terem um vínculo tão estreito. Noutras regiões, sabe-se que ainda matam os gémeos visto estes estarem relacionados com o mal.

Ir além do preconceito
Tendo apenas trabalhado individualmente antes deste projeto, Bénédicte e Sanne juntaram esforços para compreender o conceito dos gémeos na Nigéria. Não queriam apenas compreender as perceções da sociedade, mas também a ligação genética, através de retratos com impacto e enquadramentos de gémeos e suas relações.

Bénédicte Kurzen comenta: "A relação entre os gémeos tem um valor simbólico em muitos locais do mundo, mas muito maior na Nigéria. Há muitas notícias negativas sobre o tratamento dos gémeos no país. Por isso, quisemos examinar de perto a complexa mitologia que há por trás desta obscura história. Também queríamos refletir sobre a realidade mais generalizada que é que em quase todos os locais os gémeos são adorados."

Perceções diferentes
A viagem de doze semanas começou em Abuja, onde até há poucos anos, a perseguição aos gémeos continuava a acontecer muito perto, através de métodos como o envenenamento. Visto que o risco de morte para a mãe é maior no parto de gémeos, ainda há quem veja os gémeos como uma ameaça para a comunidade ou como seres humanos com "poderes estranhos".

Pelo contrário, a cidade de Igbo-Ora sente-se orgulhosa das suas tradições de gémeos, autoproclamando-se a "nação dos gémeos" e organizando um festival anual dedicado aos gémeos. Em quase todas as famílias há, pelo menos, um par de gémeos, e a sociedade celebra-o.

Sanne De Wilde comenta: "Na sociedade ocidental, os gémeos são vistos como algo biológico, mas em África é mais importante a ligação espiritual gerada ao partilhar o ventre materno. Em Igbo-Ora, tenta-se que os gémeos tenham orgulho na sua igualdade e são tratados, vestidos e alimentados da mesma forma até uma idade muito avançada. Com as nossas imagens, queríamos comunicar esta simetria."

Calabar, uma cidade no sul da Nigéria, representa uma região na qual as crenças evoluíram. No final do século XIX, Mary Slessor, uma missionária escocesa, mudou-se para lá e abriu uma clínica numa aldeia remota. Deste modo, deu um lar ao gémeos e terminou com a prática do infanticídio de gémeos na sociedade de Ibibio. Hoje, o seu legado continua vivo e o impacto da sua obra continua a ser lembrado na Nigéria e na Europa. 

Equipamento
As duas fotógrafas trabalharam com a câmara D850, com resolução, velocidade e sensibilidade à luz excelentes, para capturar mais de cinquenta pares de gémeos em três regiões do país. Na última etapa do projeto, em Calabar, Bénédicte utilizou também a Z 7 com a objetiva NIKKOR Z 24-70mm f/4 S. As objetivas AF-S NIKKOR 35mm f/1.8G ED, AF-S NIKKOR 58mm f/1.4G e AF-S NIKKOR 24-70mm f/2.8G ED completaram o equipamento.

Sanne comenta: "A excelente qualidade de imagem da D850 significa que, independentemente da fotografia que se pretenda fazer, seja grande angular ou retrato, o resultado será sempre muito nítido, mas também sensível à luz, às nuances e à expressão. Da mesma forma, a Z 7 é pequena e muito leve e é muito útil no tipo de trabalho que fazemos. Temos muita vontade de voltar a utilizá-la nos próximos projetos."

Ao falar da sua paixão pelo projeto, Bénédicte conclui: "O objetivo do projeto é compreender o que significa ser gémeo na Nigéria, sem simplificar o tema. Falámos com vários irmãos que estão muito orgulhosos por serem gémeos e por se sentirem tão estreitamente unidos. Outros gémeos nasceram numa sociedade onde são condenados e tentam ocultar o seu semelhante porque têm medo. Ao aventurarmo-nos no país, nas suas sociedades e na sua comunidade de gémeos, vimos como o doloroso passado se transformou numa parte importante de um futuro onde os gémeos são celebrados."

Programa Projeto especial Nikon Europe

O programa Projeto especial Nikon Europe oferece aos embaixadores da Nikon, fotógrafos influentes e talentosos de toda a Europa, a possibilidade de realizarem os seus projetos de sonho. O programa faz parte da missão contínua da Nikon de apoiar fotógrafos inspiradores, dando-lhes uma plataforma para empreenderem projetos pelos quais são apaixonados, enquanto criam uma comunidade de artistas visuais que ambicionam fazer as coisas de modo diferente.

Para obter mais informações acerca do projeto de Bénédicte e Sanne, visite as páginas do Projeto especial: Sanne&Bénédicte.

Kit

Durante o projeto, Bénédicte e Sanne utilizaram o seguinte equipamento:

● Câmaras:
   ⚬ D850 
   ⚬ Z 7

● Objetivas: 
   ⚬ NIKKOR Z 24-70mm f/4 S 
   ⚬ AF-S NIKKOR 35mm f/1.8G ED 
   ⚬ AF-S NIKKOR 58mm f/1.4G 
   ⚬ AF-S NIKKOR 24-70mm f/2.8G ED 

Acerca de Bénédicte e Sanne

Bénédicte e Sanne conheceram-se através de NOOR, um coletivo de fotógrafos interessados na ética do trabalho, que defende, há dez anos, o seu ponto de vista através da narração de histórias.

Acerca de NOOR

NOOR é um coletivo global e multilingue de jornalistas, escritores, fotógrafos, artistas e cineastas de êxito que documentam, investigam e apresentam o nosso mundo.

NOOR, que significa "luz" em árabe, foi lançado em 2007 como plataforma na qual os participantes podem ter o controlo financeiro do seu trabalho e aproveitar a força de um grupo num panorama mediático em constante evolução.

www.noorimages.com

¹  http://www.bbc.co.uk/worldservice/people/highlights/010607_twins.shtml