Prémio Environmental Photographer of the Year

Nikon, WaterBear e CIWEM lançaram-se à procura do Environmental Photographer of the Year 2021. Agora no seu 14.º ano, este concurso anual oferece uma plataforma internacional para sensibilizar as populações para os problemas ambientais que colocam em risco o nosso planeta. O prémio celebra a capacidade do ser humano em sobreviver e inovar e revela imagens que suscitam reflexão de modo a chamar a atenção para o nosso impacto.

A participação no concurso é gratuita e aberta a todas as idades. Os fotógrafos profissionais e amadores estão convidados a enviar a sua fotografia ambiental mais provocante, emocionante e cativante. Os participantes podem ganhar recompensas financeiras e prémios em 8 categorias, bem como o grande prémio Environmental Photographer of the Year 2021.

Apresentamos o galardoado júri deste ano

O fotógrafo britânico Ope Odueyungbo, a fotógrafa norueguesa Lina Kayser, o fotógrafo britânico Alfie Bowen, o fotógrafo do The New York Times e vencedor do prémio Pulitzer na categoria Feature Photography Josh Haner, o designer Marquise Stillwell, a ativista pela justiça climática Frances Fox, o diretor do ICCCAD Saleemul Huq, o fotógrafo Ben Moore, a engenheira civil Diana Abrunhosa e o CEO da CIWEM Terry Fuller serão quem analisará e escolherá as fotografias vencedoras.

Alfie Bowen, Z Creator

Alfie é um premiado fotógrafo britânico com autismo. A sua visão artística caracteriza-se por uma meticulosa atenção aos detalhes e por uma determinação resoluta em provar que as pessoas estão erradas. Outrora alienado pelos seus pares, Alfie descobriu uma afinidade com os animais, o que o ajudou a ultrapassar os momentos mais sombrios da sua existência. Em criança, procurava conforto em revistas e documentários sobre a vida selvagem; agora, adulto, o seu trabalho foi apresentado na BBC Earth e recebeu elogios de celebridades como Sir David Attenborough. A inspiradora história de Alfie levou-o a trabalhar com organizações benéficas para melhorar a consciencialização sobre a vida selvagem e o autismo. Desde 2021, Alfie faz parte dos membros da comunidade Z Creators da Nikon.

Lina Kayser, Z Creator

Lina é uma fotógrafa norueguesa a viver em Dovrefjell, na Noruega. É especialista na fotografia de locais frios e remotos do Norte, bem como da fragilidade da vida no Ártico. Além dos seus projetos fotográficos a solo, Lina organiza workshops de fotografia na Noruega e no estrangeiro, bem como expedições em barco a Svalbard. Apaixonada pela vida selvagem dos países nórdicos e do Ártico, Lina utiliza as redes sociais para partilhar as suas perspetivas. Lina colabora com a Nikon desde 2017 e agora também é membro da comunidade Z Creator da Nikon.

Ben Moore, Z Creator

Ben Moore é um fotógrafo profissional autodidata especializado na fotografia aérea, arquitetónica e urbana. O seu estilo é ligeiramente taciturno, mas com tons vivos e terrosos. Adora utilizar linhas nas suas imagens com um visual nítido que choca e faz o público vibrar. Ben trabalha com a Nikon desde agosto de 2020 como membro da comunidade Z Creator da Nikon.

Frances Fox, jovem ativista pela justiça climática

Frances é uma jovem ativista pela justiça climática e fundadora, diretora no Reino Unido e fotógrafa/oradora/coordenadora de divulgação internacional de Climate Live. Climate Live produz concertos internacionais nos quais se utiliza o poder da música para comprometer, ensinar e capacitar as pessoas para o movimento climático. Frances também é coordenadora de festivais da UK Student Climate Network e ajuda a organizar campanhas internacionais com Fridays For Future. Frances representou os manifestantes das escolas do Reino Unido quando subiu ao mesmo palco que Greta Thunberg em Bristol para falar perante uma multidão de 30.000 pessoas exigindo ações do governo e das empresas para abrandar as alterações climáticas.

Ope Odueyungbo, fotógrafo

O estilo e o trabalho de Ope, que começou no mundo da fotografia aos 16 anos, mudaram ao longo dos anos. Aprecia todo o tipo de fotografia, mas sempre gostou da fotografia urbana, de retratos e de arquitetura. O trabalho de Ope foi publicado por Trope no livro Parallel Lines de 2019, o seu primeiro livro a solo, e no segundo volume da série Emerging Photographers de Trope, uma nova coleção que celebra os trabalhos de fotógrafos jovens e emergentes de todo o mundo. As imagens de Ope são estudos em contraste, nos quais se apresenta uma dualidade de perspetivas que é evidente no seu trabalho profissional e pessoal: pessoas extrovertidas versus introvertidas, ambientes urbanos e arquitetónicos versus ambientes pessoais e familiares. Ope esforça-se por capturar a atenção dos espetadores convertendo o normal em extraordinário. Para isso, utiliza linhas, quadrados e padrões geométricos, além de fazer experiências com distâncias e pontos de vista.

Diana Abrunhosa, engenheira civil

Diana é engenheira civil na equipa da água da ARUP e membro da CIWEM. Diana sempre se inspirou na resiliência da água, na sustentabilidade e na capacidade de adaptação das cidades aos seus ambientes, e ajudou a fazer frente às alterações climáticas. Tem um papel ativo como embaixadora de STEM, tendo participado em vários programas escolares para consciencializar sobre os princípios da sustentabilidade.

Terry Fuller, CEO da CIWEM

Terry tem mais de 30 anos de experiência como diretor da água e do ambiente, e foi responsável pela liderança técnica em projetos de grande escala em algumas das localizações mais belas e desafiantes do mundo. Terry defende com paixão o objetivo de conseguir um mundo com zero emissões de carbono e reconhece que alcançar esse objetivo antes de 2050 a nível nacional não evitará o desastroso aquecimento global previsto mediante as tendências atuais. Antes de dedicar todo o seu tempo a trabalhar na CIWEM, Terry era e continua a ser um membro ativo da organização.

Marquise Stillwell, designer

A história de Marquise Stillwell, com mais de duas décadas neste trabalho, começou com uma grande curiosidade pelas pessoas e pelos espaços, que mais tarde se converteu numa paixão pelo design de sistemas que fazem com que todos os ambientes sejam melhores para todos. No ano de 2009, Marquise fundou a Openbox, um estúdio de design e investigação com sede na cidade de Nova Iorque que trabalha na intersecção entre as pessoas e os sistemas. Marquise Stillwell é designer e um catalisador para a construção de comunidades no design, na arte e na cultura. Marquise também é membro do High Line Advisory Committee e do Urban Design Forum.

Josh Haner, fotógrafo

Josh é fotógrafo e editor sénior de tecnologia de fotografia no The New York Times. Em 2014 foi galardoado com o prémio Pulitzer na categoria Feature Photography e passou os últimos sete anos a trabalhar em todo o mundo para documentar as urgentes e variadas realidades das alterações climáticas. Utiliza filmes com drones e imagens estáticas desde o solo para explorar as consequências do aquecimento no mundo. Os seus trabalhos de fotografia e de videojornalismo receberam prémios de World Press Photo, Pictures of the Year International e National Press Photographers Association.

Saleemul Huq, diretor do ICCCAD

Saleemul Huq é o diretor do International Centre for Climate Change and Development (ICCCAD) de Bangladexe e é um especialista na relação entre as alterações climáticas e o desenvolvimento sustentável, em particular desde a perspetiva dos países em desenvolvimento. É o autor principal do capítulo sobre adaptação e desenvolvimento sustentável do terceiro relatório de avaliação do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas. Além disso, é o autor principal do capítulo sobre adaptação e mitigação do quarto relatório de avaliação do IPCC.

Categorias do concurso

O concurso Environmental Photographer of the Year apoia a campanha de sensibilização sobre a urgência de agir levada a cabo pelas Nações Unidas no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e reconhece a estreita e complexa ligação entre as ações de desenvolvimento, de luta contra a pobreza, em proveito da igualdade, da segurança e do clima e o esforço sem precedentes de todos os setores da sociedade, necessários para encontrar uma solução para os atuais problemas.

Environmental Photographer of the Year

O grande prémio será atribuído a uma única imagem que promova a compreensão das pessoas para as causas e os efeitos das alterações climáticas e da desigualdade social, que destaque soluções para as emergências climáticas e ecológicas e que nos inspire a viver de forma sustentável.

O fotógrafo vencedor receberá:

  • Prémio em dinheiro vivo no valor de 10.000 £ e um certificado de vencedor
  • Publicação de um artigo e de uma entrevista na revista The Environment da CIWEM
  • Perfil na plataforma WaterBear
  • Artigo no Website da Nikon Europe
  • E muito mais

Young Environmental Photographer of the Year

Em parceria com a Nikon, este prémio recompensa a melhor fotografia ambiental tirada por um jovem fotógrafo com 21 anos de idade ou menos.

O fotógrafo vencedor receberá:

  • Uma câmara Nikon Z e 3 objetivas Nikon
  • Perfil na plataforma WaterBear
  • Artigo no Website da Nikon Europe
  • Uma entrevista na revista The Environment da CIWEM
  • E muito mais
São atribuídos outros prémios e oportunidades de publicação nas seguintes categorias:

Prémio da Resilient Foundation (Resilient Award)

Apoiada pela Resilient Foundation, esta categoria mostra o impacto do storytelling através da fotografia. Este prémio recompensa uma imagem que incorpora uma história cativante que sensibiliza, dá esperança e incita a agir.

A Resilient Foundation nasceu em resposta à inércia da humanidade face às rápidas alterações climáticas. A fundação apoia-se no poder das palavras para encorajar as populações a encontrar soluções para os problemas mais graves da nossa época.

Prémio Ambientes do futuro (Environments of the Future)

Este prémio concentra-se nas alterações ambientais devidas ao impacto da humanidade e fornece um vislumbre do nosso futuro. As fotografias ilustram a resiliência das populações e dos ambientes fazendo face à adversidade e superando os desafios da destruição do ambiente, da segurança energética e da preservação dos nossos recursos naturais.

Prémio Cidades Sustentáveis (Sustainable Cities)

Esta categoria chama a atenção para os nossos ambientes urbanos e para as comunidades e animais que aí vivem, ilustrando as cidades, os meios de transporte e uma gestão dos resíduos inteligentes e resilientes, bem como as ligações entre a natureza, a sociedade e as infraestruturas. As fotografias incluirão soluções ambientais na área da engenharia, do design, dos materiais e das estruturas.

Prémio Ação Climática (Climate action)

Este prémio explora o desenvolvimento sustentável ambiental e económico, e ilustra a ligação entre a humanidade e a natureza, bem como as nossas ações para preservar o ambiente. As fotografias destacam o valor natural e social do ambiente, a energia limpa acessível, e as abordagens inovadoras para se adaptar às alterações climáticas e limitar os seus efeitos.

Prémio Água e Segurança (Water and Security)

Analisando as relações complexas entre o acesso à água potável e às instalações sanitárias, a igualdade entre os géneros e a segurança, esta categoria explora a nossa procura cada vez mais forte pela água e o papel da igualdade em todos os aspetos da gestão deste recurso, da sua escassez até às inundações.

Prémio Escolha do Público (People's Choice)

O público pode votar para eleger a melhor fotografia ambiental do ano 2021. A votação é feita online e o prémio do público será atribuído ao autor da fotografia que tiver acumulado mais votos. O vencedor juntar-se-á aos fotógrafos premiados pelo júri 2021 e o seu trabalho poderá ser visto na exposição Environmental Photographer of the Year 2021.

Envie a sua melhor fotografia para se habilitar a ganhar! Para obter mais informações e saber como participar no concurso Environmental Photographer of the Year, visite a página oficial.